quarta 30 setembro 2020

Artigos

25 abril2017 43MULHERES 1

Pensar na mulher na sociedade antes do 25 de Abril é reduzi-la ao estatuto de mulher subalterna.
Hoje, as mulheres portuguesas têm já algum peso na atividade económica, social e cultural. Respeitante ao acesso ao poder político, este ainda lhes é dificultado, quer pela mentalidade tradicional, quer pela falta de infraestruturas de apoio à família.
Uma das mais revelantes marcas que a Revolução de Abril de 74 deixou na sociedade portuguesa foi justamente o direito ao voto e a igualdade de direitos entre homens e mulheres, consagrada na Constituição, o que, até então, não era objetivo do Estado nem tradição da sociedade.

25 abril2017 43HABITAÇAO 1

Antes do 25 de Abril de 1974, os ricos eram banqueiros, empresários, alta finança e altas patentes militares. Constituíam a elite um reduzido número de pessoas abastadas que concentravam o poder político, religioso e militar nas suas mãos. Em contrapartida, os pobres eram em número elevado. Esfomeados, descalços, analfabetos... viviam em precárias condições de habitação, manipulados e oprimidos pelos poderes dominantes.
O 25 de Abril traz mudanças significativas.
As condições de habitação têm vindo a melhorar substancialmente, sendo, no momento, praticamente universais infraestruturas como a rede elétrica, o abastecimento de água canalizada e o saneamento básico. A rede de gás natural só agora se generaliza.

25abr17 01

Está patente, até 26 de abril, na Galeria Metaphora, no átrio da Escola Secundária de Latino Coelho, escola-sede do Agrupamento de Escolas Latino Coelho, Lamego, uma exposição subordinada ao tema "A comemorar também de aprende - 25 de Abril,  Dia da Liberdade".
O núcleo expositivo compreende 32 cartazes com o tema "25 de Abril, 32 perguntas" onde se explicitam as diferenças entre o regime salazarista e a democracia nos mais diversos quadrantes.
Para a realização da atividade contámos com a colaboração do Centro de Documentação do 25 de Abril da Universidade de Coimbra.
Visite-nos!
>Para ver mais fotos clique aqui.

25 abril2017 43SAUDE 1

Antes do 25 de Abril, a assistência médica em Portugal não estava assegurada pelo Estado: competia às famílias, às instituições privadas, às instituições caritativas e aos serviços médico-sociais da previdência. Portugal era um país atrasado no que diz respeito ao acesso à saúde.
Graças à Revolução dos Cravos surgiram as condições políticas e sociais que permitiram a criação efetiva do Serviço Nacional de Saúde. O acesso a cuidados de saúde gratuitos permitiu que todas as pessoas, independentemente da sua condição económica, tivessem acesso aos cuidados necessários, minorando o risco de doença e morte precoce. A esperança média de vida, o indicador que melhor sintetiza o estado de saúde de um povo, tem aumentado gradualmente.

25 abril2017 43EDUCA 1

Uma grande percentagem de portugueses revela dificuldades em interpretar aquilo que lê.
Recordar um estudo levado a cabo pelo Centro de Investigação e Estudos de Sociologia do Instituto Superior das Ciências do Trabalho e da Empresa (ISCTE) em 1996, relativo à interpretação de uma informação médica, uma daquelas notas que se encontram no interior da embalagem de um medicamento, fornece-nos dados preocupantes. Colocada a questão "Em que situações não devem ser tomadas as quantidades referidas?" a 1182 indivíduos, apenas 274 souberam responder acertadamente à pergunta. Na verdade, muitos portugueses revelam iliteracia. É em relação aos documentos burocráticos que sentem mais dificuldades; percebem melhor os textos organizados em parágrafos ("textos em prosa") do que aqueles que são estruturados com linhas e colunas (horários e mapas, por exemplo).
Não obstante o cenário descrito,  nos últimos anos o nível de instrução aumentou significativamente. Para isso, muito contribuíu a escolaridade mista e o ensino de massas. Atualmente, a escolaridade obrigatória vai até ao 12.º ano ou aos 18 anos. As novas gerações estão hoje completamente alfabetizadas. De referir também a aposta no ressurgimento da oferta formativa profissional e qualificante que vem afirmar a democratização da educação em Portugal.

Subcategorias

Pág. 72 de 88

  logos2

Agenda

abril 2019
Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

APOIO TÉCNICO - INFORMÁTICA

apoio

CONTACTOS

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS LATINO COELHO, LAMEGO
Escola-sede: Escola Secundária de Latino Coelho
Avenida das Acácias 
5100-070 LAMEGO
tel. (+351) 254 612 023  fax. (+351) 254 655 323
url: www.aelc-lamego.pt
fb: www.facebook.com/aelc.lamego
e-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.     Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.  

n logos 2

Autenticação