quarta 26 janeiro 2022
Escola Secundária de Latino Coelho
Escola Básica de Lamego (Escola E.B. 2,3 de Lamego)
Escola Básica N.º 1 de Lamego (Centro Escolar de Lamego)
Escola Básica de Penude (Centro Escolar de Lamego-Sul, Penude)
Escola Básica de Cambres
map-shadow
ORÇAMENTO PARTICIPATIVO DAS ESCOLAS 2022 25-01-2022
O Orçamento Participativo das Escolas...
LATINO COELHO ACOLHE INICIATIVA "ÁRBITRO NA 1.ª PESSOA" 23-01-2022
A Escola Secundária de Latino Coelho,...
PROJETO "DE LÁ PARA CÁ... E DE CÁ PARA LÁ" 18-01-2022
SE UM BOM LAMECENSE QUER SER, ESTA...
ENTREGA DE PRÉMIOS TORNEIRO POLYBAT CHALLENGE BICAS 18-01-2022
O Agrupamento de Escolas Latino Coelho,...
INSPIRING FUTURE NA ESCOLA LATINO COELHO 17-01-2022
A pensar no futuro dos nossos alunos e no...
85.º ANIVERSÁRO DO ATUAL EDIFÍCIO DA LATINO COELHO 14-01-2022
A Escola Secundária de Latino Coelho,...
INÍCIO DAS ATIVIDADES LETIVAS DO 2.º PERÍODO 07-01-2022
Informa-se toda a comunidade educativa que na...
ESCOLA DE ACOLHIMENTO E APOIOS SOCIAIS 28-12-2021
Na sequência da...

PARLAMENTO DOS JOVENS - DEBATE DO ENSINO BÁSICO

dpjb 01

No âmbito do Programa "Parlamento dos Jovens - ensino básico", decorreu no dia 6 de dezembro, na Escola Secundária de Latino Coelho, escola-sede do Agrupamento de Escolas Latino Coelho, Lamego, um debate subordinado ao tema "Fake news: Que estratégias para combater a desinformação?" que foi dinamizado pela Senhora Deputada da Assembleia da República, Lúcia Araújo Silva.
Este programa, aprovado pela Resolução n.º 42/2006, de 2 de junho, é uma iniciativa da Assembleia da República, dirigida aos jovens dos 2.º e 3.º ciclos do ensino básico e do ensino secundário, de escolas do ensino público, privado e cooperativo do Continente, das Regiões Autónomas e dos círculos da Europa e de Fora da Europa.
Nesta sessão de trabalho, a Senhora Deputada abordou o tema do Programa, recorrendo a uma apresentação apelativa, o que despertou a atenção de todos os deputados e alunos presentes no auditório. Seguiu-se um momento de debate com a plateia.
>Para ver mais fotos clique aqui.

ATIVIDADE «O PODER LOCAL» NO MUNICIPIO DE LAMEGO

ploc 01

Há alguns dias atrás, nós, alunos das turmas do 6.º D e 6.º E tivemos a oportunidade de nos deslocarmos à Câmara Municipal de Lamego, acompanhados pelas nossas professoras de História e Geografia de Portugal, Cidadania e Desenvolvimento, Educação Visual e Educação Tecnológica, no âmbito de uma articulação horizontal subordinada ao tema «O poder local» e que envolveu várias disciplinas.
Fomos muito bem acolhidos pelos Dr. Emanuel Peixoto, Chefe de Divisão da Ação Social e Educação, Dr. Fábio Duarte, Secretário do Gabinete de Apoio à Vereação e Dr. Pedro Oliveira, Técnico Superior do Gabinete de Apoio à Vereação.
Estes guiaram-nos até ao imponente Salão Nobre, através de uma escadaria, onde se pode vislumbrar um magnífico vitral que contém o brasão de Lamego.
Já no Salão, começaram por fazer uma breve abordagem sobre a História do Poder Municipal em Portugal. De seguida, colocamos algumas questões que, previamente, preparámos nas aulas e outras de carácter mais espontâneo sobre os órgãos do poder local e, mais especificamente, sobre os do Município: Câmara Municipal e Assembleia Municipal. Evidentemente, também não nos esquecemos dos órgãos das Freguesias, nomeadamente a Junta e a Assembleia de Freguesia.
Sugerimos também algumas propostas no sentido de melhorar a vida dos cidadãos do nosso concelho, como por exemplo, a construção de mais e melhores acessos ao centro da cidade; criação de mais empregos, por forma a fixar os mais jovens; planear obras de reabilitação na escola EB 2,3 de Lamego e na Biblioteca Municipal de Lamego (com a sugestão de construirmos maquetes nas próprias aulas de Educação Tecnológica); necessidade de construção de mais parques de estacionamento, de preferência gratuitos; construção de algumas ciclovias; construção de mais canis e possibilidade de castrar muitos dos animais de rua para evitar a sua reprodução; ...
Tal como já tinha acontecido nas aulas, manifestamos o nosso interesse e a nossa disponibilidade para cooperar com a autarquia, o que foi visivelmente bem acolhido pelos nossos interlocutores que, logo referiram, que a melhor forma de colaborar era estarmos ali com o intuito de ajudar e participar na resolução de problemas que afetam os munícipes. Para além disso, poupar água, separar os lixos, doar roupas e brinquedos que deixamos de utilizar e adotar animais abandonados, sempre que possível, foram mais algumas sugestões que, por certo, nos envolverão ainda mais na nossa relação com o Município e numa maior tomada de consciência do nosso exercício da cidadania.
Assim, no final, todos fomos unânimes em reconhecer que esta visita de estudo à Câmara Municipal foi muito importante, pois para além de nos proporcionar o contacto direto com uma instituição do poder local, serviu para termos uma visão mais consciente e uma ação cívica mais consistente sobre a nossa autarquia.

MOBILIDADE ERASMUS+ A VOLOS, NA GRÉCIA

greg 01

Assegurar uma vida saudável e sustentável são objetivos essenciais preconizados pela Organização das Nações Unidas (ONU), constantes na Agenda 2030. De acordo com a VIII Conferência Nacional de Saúde, as condições de alimentação, habitação, educação, meio ambiente, trabalho, transporte, emprego, lazer, liberdade e acesso aos serviços de saúde caracterizam e definem a ideia de Saúde no mundo.
Estudos académicos indicam que desde cedo há que incentivar pequenas ações individualmente para que, em sociedade, se consiga agir e potenciar uma verdadeira pedagogia ambiental. Em 1986 a Organização Mundial da Saúde (OMS) definiu o conceito de estilo de vida como “uma forma geral de vida baseada na interação entre as condições de vida, num sentido amplo, e os padrões individuais de conduta determinados por fatores socioculturais e características pessoais”. Um ano mais tarde, o Relatório Brundtland, realizado pela Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, começou a relacionar estilo de vida e sustentabilidade: "O desenvolvimento sustentável é aquele que satisfaz as necessidades presentes, sem comprometer a capacidade das gerações futuras de suprir as suas próprias necessidades."
Contudo, o impacto negativo do nosso modo de vida sobre o meio ambiente não parou de crescer. A exploração ao limite dos recursos naturais, a poluição da água, a contaminação do solo, a perda de biodiversidade, entre outros fatores, agravaram os problemas ambientais que devem ser resolvidos ao longo deste século. Perante tais desafios, as escolas e a sociedade têm vindo a desenvolver esforços no sentido de alertar, sensibilizar, dar a conhecer a realidade, refletir e, sobretudo, levar a agir os mais jovens, assumindo esse desafio com seriedade.
Foi com estes pressupostos que alunos e professores do Agrupamento de Escolas Latino Coelho, Lamego, decidiram empenhar-se num projeto europeu que em tudo tinha a ver com a sua intervenção nas questões ambientais e de sustentabilidade. O projeto Erasmus+ KA229, ECO Echo, tem vindo a ser desenvolvido no nosso Agrupamento, com atividades e encontros virtuais e entre 22 e 26 de novembro concretizou-se a mobilidade à Grécia – Volos. Os países envolvidos são: Portugal, Espanha (País Basco), Turquia, Grécia e Estónia (país coordenador). Foram dias de árduo trabalho, com atividades e momentos de interação,
seguindo todas as regras sanitárias para prevenir o contágio pandémico, mas que redundaram em êxito. Todos reconheceram que a empatia e o conhecimento estiveram presentes, os objetivos propostos para esta primeira etapa, em presença, foram conseguidos e a parte presencial era mesmo necessária. Partilharam-se produtos realizados por todos os países com materiais reciclados ou reaproveitados, operacionalizaram-se dois workshops em que cada país desenhou os produtos ou ícones do seu país em materiais simples, selecionados, elaboraram e aplicaram um questionário sobre atitudes da população de Volos perante gestos saudáveis e sustentáveis, numa perspetiva de cidadania ativa (sempre acompanhados pelos alunos gregos em cada grupo). Foram resultados que irão ser tratados quer pela escola, quer pela Câmara Municipal de Volos. Além disto, várias visitas se realizaram: Monte Pelion, para se apreciar a vegetação e arquitetura pitoresca de duas aldeias históricas (Makrytnitsa e Milies), relacionando História, Geografia e Ciências do Ambiente; conhecer a catedral de S. Nicolas e a igreja de S. Constantino, que deslumbram e recordam os vários povos que invadiram a região ao longo de vários séculos, assim como a herança bizantina que Volos e a região fazem questão de preservar, não esquecendo a visita à Câmara Municipal, onde nos foi apresentada toda a lenda dos argonautas e a razão do nome Argo à embarcação que é o postal de visita desta cidade.
Por fim, todos os alunos e professores envolvidos deram o seu testemunho sobre estes dias inesquecíveis e programaram-se as atividades e momentos de interação que se seguirão nos próximos meses. Que palavras foram salientadas neste encontro? Partilhar, conviver, conhecer-se, reaprender, reaproveitar, transformar. Serão, com toda a certeza, palavras de jovens que nos permitem concluir que estamos no bom caminho para um mundo mais cuidado, mais saudável, sustentável e mais solidário.
> Para ver mais fotos clique aqui.

Pág. 5 de 168

  logos2

Agenda

julho 2021
Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

APOIO TÉCNICO - INFORMÁTICA

apoio

#ESTUDOEMCASA

EstudoEmCasa 6

RGPD - POLÍTICA DE PRIVACIDADE

rgpd-politicaPrivacidade 6

OFFICE 365

office

CONTACTOS

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS LATINO COELHO, LAMEGO
Escola-sede: Escola Secundária de Latino Coelho
Avenida das Acácias 
5100-070 LAMEGO
tel. (+351) 254 612 023  fax. (+351) 254 655 323
url: www.aelc-lamego.pt
fb: www.facebook.com/aelc.lamego
e-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.     Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.  

n logos 2

Autenticação